quarta-feira, 29 de junho de 2011

Nós fizemos!!!





Quem tem filho pequeno sabe, eles terminam uma festa já tendo em mente o tema da festa do próximo ano, e alguns tem isso bem definido até o décimo aniversário. Ravi não é diferente, e tem idéias suficientes naquela cabecinha para fazer muuuuitas festas.



Esse ano decidimos abandonar os temas da Disney e criar uma festa que fosse a nossa cara!! Os monstros invadiram as nossas vidas desde então. Comecei a fazer pesquisas na Internet e criei uma pasta de inspiração com tudo que via de interessante. Uns 3 meses antes do aniversário dele comecei aos poucos a produzir os itens da festa, já que para o tema escolhido não havia nada pronto para comprar. Fui fazendo os moldes, comprando os materiais e todo tempinho que tinha, colocava a mão na massa. Tenho uma família maravilhosa e unida que de imediato comprou a minha idéia e todo mundo ajudou como pôde. Todo mundo meeeeeeeeesmo.

Ravi com os monstros de madeira feitos pelo vovô e que usamos para decorar a entrada da festa.

Ravi com a moldura para fotos também feita pelo vovô



Deixamos o pula-pula e o tobogã inflável de lado e mostramos para os pequenos que festa de criança tem que ter muita bagunça. Aproveitamos umas placas de metal que usamos como muro para criar um painel gigante para as crianças pintarem, fizemos os pincéis de vários tamanhos com espuma cortadinha em retangulos e amarrada num palitinho, utilizamos caixas de papelão para fazer casinhas e túnel, espalhamos bambolês e bolas pelo quintal e criamos um cantinho do artista com muita, cola, tesoura, gliter e adesivos para as crianças criarem seus próprios monstros.



Muro que virou tela de pintura

Cantinho do artista



Caixa de papelão que virou a Casa Monstro


Ahhhhhh os cupcakes monstruosamente deliciosos




Lembrancinhas de mesa feitas de E.V.A e recheadas com giz de cera para desenhar no papel pardo que forraram as mesas


A mesa de monstrinhos de lã feitos pela vovó e pela tia vó que foram distribuídos para as crianças como lembrancinha

Estojos de feltro que entregamos junto com os monstrinhos de lã e enchemos de guloseimas




A exepriência de realizar uma festa assim, totalmente artesanal, é de longe infinitamente mais prazerosa do que pagar por uma festa "pronta" e "padronizada". Aprendi muita coisa legal e descobri que com dedicação tudo dá certo. Além disso, ensinei ao meu filho o valor das coisas feitas a mão e percebi que ele tem se tornado uma criança mais criativa e consciente que hoje prefere construir seus próprios brinquedos do que comprá-los numa loja.




PARABÉNS FILHO! TE AMO!!



3 comentários:

Lianez disse...

Ficou maravilhoso !
Realmente você Mary sabe demais mesmo.......
bjos
Lianez

gororobacomcardamomo disse...

Gracinha de festa!
Ando cheia dessas festas prontas. Além de custarem o olho da cara, não têm nenhuma personalidade. Da minha infância lembro bem da farra que era arrumar a festa.
Parabéns!

Renata disse...

Lindo!Lindo! Amiga arrasou! A festa foi incrível de fofa =)